A idéia por trás de Avatar

Alooooo conspiradores do blog! Hoje estou aqui em um dia chuvoso (que novidade!) para escrever um pouco a vocês sobre um dos maiores marcos do cinema em lucro, o filme Avatar. Já vi o filme duas vezes (versão normal e em 3D) e esperei um tempo até acreditar que pelo menos 90% dos leitores daqui já devem ter assistido o filme (afinal, quem gosta de saber o que vai acontecer num filme?).

“Uhuuu, somos um sucesso!!!”

Bom, acredito que todo mundo sabe sobre o filme, mas apenas pra não ficar em branco, quero deixar claro a história e aqui vai um Super Resumo! Existe um planeta chamado Pandora (plágio de Nagrand do World Of Warcraft) aonde existe uma raça de extraterrestres chamada Na’vi que vivem em harmonia com a natureza. Aí como sempre chega o ser humano e começa a plantar destruição tudo em busca de riqueza (clichê já essa idéia, mas tudo bem, afinal, os humanos são assim). Bom, aí um humano entra num Avatar de ET, faz contato, se apaixona, morre um monteee de animais (contando os humanos) e por aí vai. Filme futurista, 100% Ficção Científica. OPA! Eu disse 100% ficção científica? Acho que não…

Fábio, você está louco? Acha que está acontecendo isso em algum planeta?

Lógico que não, aliás, ainda não perdi a razão e o bom senso hehehehe. O que eu quero dizer é que Pandora é um simples reflexo do nosso Planeta Terra aqui! Antes da chegada dos seres humanos, o planeta era hostil e selvagem como em Pandora. Após o domínio dos mamíferos e a chegada do Homo sapiens, por algum motivo, os animais mais selvagens desapareceram e o planeta se adaptou para os humanos (apesar dos animais de Pandora serem mais ferozes, também temos que analisar que a raça Na’vi é mais forte. Logo temos um equillíbrio ali). Quando nos damos por conta, já existem muitas tribos na Terra se evoluindo e criando suas crenças e costumes, as quais muitas se mantém até hoje sem mudanças por muitos milênios. Eu estou falando é dos indígenas!

“Uhuuuu, isso sim que é se aventurar na natureza”

Os Na’vi são os indígenas da Terra. Os Índios sempre foram muito próximos a natureza e sempre viveram em harmonia, assim respeitando-a. Todo mundo sabe também que quando o homem branco chegou as Américas, houve um extermínio dos remanescentes Astecas e Incas. Isso é um reflexo perfeito do filme, a única diferença é que os indígenas não tiveram um destino feliz como os Na’vi e tiveram seu ‘planeta’ destruído por uma nova raça que viajava longe a cavalo e usava armas inimagináveis a eles….

Mas o foco do filme mesmo é a preservação da natureza e uma coisa curiosa é que em um momento de diálogo no filme rola a seguinte frase: “Não existe mais verde do planeta em que venho”. Como o filme se passa no futuro, podemos ver a visão apocalíptica de Cameron sobre o que está acontecendo atualmente. Fica a idéia de que no fim, não nos conseguimos nos salvar e ainda destruimos o que é dos outros (maquiavélico não?). Subliminar rsrsrsrs.

Conexões Naturais

Agora quero chegar no ponto em que mais achei interessante. Os Na’vi podem se conectar com a natureza fisicamente pelos cabelos, aos animais e nas árvores sagradas. No filme, podemos ver que existe uma rede conectada no planeta que faz tudo ter uma ligação. O que é mais interessante sobre isso é que acredito nesta idéia aqui mesmo na Terra, porém não fisicamente, mas sim, espiritualmente. Alguém entendeu aonde quero chegar?

Dan Brown em seu livro “O Símbolo Perdido” fala sobre um saber perdido poderosíssimo. O clássico “O Segredo” fala que tudo que pensamos e desejarmos o Universo nos fará uma ajuda. É a idéia da fé que sempre acompanhou a humanidade. Acreditar em uma força invisível de que algum modo irá nos favorecer algum dia. Apesar de muita ficção, lendas e conspirações, tudo está em torno de apenas uma coisa: De que podemos ter tudo aquilo que precisamos se nos conectarmos com a natureza. E é o que os Na’vi fazem!

“Esta árvore está me dando conselhos amorosos hoje!”

Acredito que sempre existiu uma conexão harmoniosa entre todos os seres (inclusive os humanos) no planeta Terra, e também acredito que nossos pensamentos realmente podem mudar até fisicamente o que ocorre ao nosso redor (toda ação tem uma reação). Porém por algum motivo com o passar do tempo aparentemente o ser humano esqueceu dessa ligação, perdida nas crenças de vários povos, principalmente dos Celtas. Quem é biólogo sabe, que todos os ecossistemas do planeta mantém um equilíbrio. Tudo está em harmonia e perfeição. Tudo se complementa e logo, nós também complementamos este mundo. 😀

O tal Segredo Perdido da Humanidade que muitos dizem ser dos Egipcios ou mesmo dos Atlanticos acredito que realmente existe ou existiu. É um tipo de conhecimento que as maiores civilizações do passado sabiam e se não está perdido, está escondido em algum lugar. Apesar de Dan Brown ser um conspirador fanfarrão BEM pior do que eu e James Cameron ser um gênio dos cinemas e terem ideias diferentes, acredito que todos estão plantando as mesmas meta, o mesmo sentido. Percebe-se que por algum motivo (talvez o medo do fim em 2012) as portas estão sendo abertas para algo diferente que ainda é cedo para eu falar….

Mas quem sabe ainda chego numa conclusão 😉 Abraço a todos!

Obs: Seria legal se a Giu postasse um dia sobre o equilíbrio natural. Afinal, essas coisas naturais é com ela hehehe.

Anúncios

5 comentários sobre “A idéia por trás de Avatar

  1. Olá Fábius…

    A mesma visão que você teve ao ver o filme, eu também tive, os Na’vi são expressões dos povos indígenas da Terra. As vezes falamos muito no apocalipse… mas se observarmos bem, o apocalipse indígena já aconteceu… e aí “cara pálida”? Como é que fica? Enfim, quero dizer que o filme “Avatar” retrata bem essa história, o mesmo comportamento de predadores da mente racional, os “filhos do ter”, enquanto índios e Na’vi são intuitivos, “Filhos do SER”.

    Você falou em “Conexões Naturais” e ainda perguntou se alguém entendeu aonde quer chegar, rsrsrsrs… no Xamanismo indígena estas Conexões Naturais são chamadas de TEIA DA VIDA, onde TUDO se interage por ondas de energia, como as batidas de um só Coração expandidas em centenas de centelhas… Essa visão apresentada no filme é um forte elo com o Xamanismo e a Alta Magia do Egípto.

    Outra perspectiva que gostei, foi a ideia de TRANSFERÊNCIA DA CONSCIÊNCIA, mesmo que na linguagem do filme ocorra de modo “artificial” por máquina e pela ciência, é bem interessante… atualmente a física quântica estabelece estudo desta ligação… este assunto é tema para um post específico, hehehe 🙂

    Há algum tempo estudo esta possibilidade de outra forma (espero não parecer louco aqui… ou pelo menos mais louco que o autor do post, hehe).

    Imaginem se o atual corpo que utilizamos é uma espécie de “avatar” como o do filme… e que em nossa ‘verdadeira’ origem estamos repousando numa cama… ou Câmara… daí esta “realidade” que acreditamos viver é apenas um sonho… uma ilusão… já imaginaram isto? Neste caso há também TRANSFERÊNCIA DE CONSCIÊNCIA… e quando acordarmos deste sonho, vamos despertar em nossa Casa, ou dimensão original…

    Enfim, Fábius ou demais conspiradores… algum coment?

    Ah, o texto ficou muito bom Fábio, parabens!
    Muitas exibições do filme são em 3D… eu pude ver 4D… hehehehe!

    Abraços!

  2. SÓ POR DESCONTRAÇÃO – para não dizer outra coisa: (vejam só…)

    VATICANO CRITICA ‘AVATAR’

    O Jornal L’Osservatore Romano e a Rádio Vaticana, ambos ligados ao Vaticano, qualificaram o filme AVATAR, de James Cameron, como simplista e criticaram-no por trazer doutrinas modernas que promovem o culto à natureza como substito da religião.
    O porta-voz do vaticano, padre Federico Lombardi, disse que embora essas avaliações sejam apenas resenhas cinematográficas, sem peso teológico, elas refletem a visão do papa Bento XVI sobre os perigos de converter a natureza numa “nova divindade”.
    O pontífice tem falado frequentemente sobre a necessidade de proteger o meio ambiente, mas advertindo que não pode equiparar o ser humanao com outros seres vivos, para não cair num neo-paganismo.

    http://www.vatican.va/news_services/or/or_por/index.html

    ____

    Caros amigos, acabei de receber este e-mail e repasso para vocês… e assim caminha a Humanidade…

    Aguardo sua posição, Dr. Fábius!

    Abraços!

  3. Sam

    OH CÉUS! existe um povo mais estúpido do que o que vive no vaticano?
    o munda ta super lotado – “não usem camisinha, não tomem anticoncepcional, se reproduzam por toda sua vida fertil!”
    a natureza ta prestes a da um basta nas nossas brincadeiras – “não louvem a natureza, não a adorem, tratem como se fosse só mais um brinquedinho que nossa raça superior pode usar”

    como eu posso expressa melhor minha raiva? acho que só com uma bomba!

    enfim, nice post, minhas opiniões já foram expressas ao fanfarrão postador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s